sábado, 21 de março de 2009

Ensaio 2: Macro - FLORES

CAMPO DE FLORES.
Autor: Carlos Drummond de Andrade
Deus me deu um amor no tempo de madureza,
quando os frutos ou não são colhidos ou sabem a verme.
Deus-ou foi talvez o Diabo-deu-me este amor maduro,
e a um e outro agradeço, pois que tenho um amor.
Pois que tenho um amor, volto aos mitos pretéritos
e outros acrescento aos que amor já criou.
Eis que eu mesmo me torno o mito mais radioso
e talhado em penumbra sou e não sou, mas sou.
Mas sou cada vez mais, eu que não me sabia
e cansado de mim julgava que era o mundo
um vácuo atormentado, um sistema de erros.
Amanhecem de novo as antigas manhãs
que não vivi jamais, pois jamais me sorriram.
Mas me sorriam sempre atrás de tua sombra
imensa e contraída como letra no muro
e só hoje presente.
Deus me deu um amor porque o mereci.
De tantos que já tive ou tiveram em mim,
o sumo se espremeu para fazer vinho
ou foi sangue, talvez, que se armou em coágulo.
E o tempo que levou uma rosa indecisa
a tirar sua cor dessas chamas extintas
era o tempo mais justo. Era tempo de terra.
Onde não há jardim, as flores nascem de um
secreto investimento em formas improváveis.
Hoje tenho um amor e me faço espaçoso
para arrecadar as alfaias de muitos
amantes desgovernados, no mundo, ou triunfantes,
e ao vê-los amorosos e transidos em torno,
o sagrado terror converto em jubilação.
Seu grão de angústia amor já me oferece
na mão esquerda. Enquanto a outra acaricia
os cabelos e a voz e o passo e a arquitetura
e o mistério que além faz os seres preciosos
à visão extasiada.
Mas, porque me tocou um amor crepuscular,
há que amar diferente. De uma grave paciência
ladrilhar minhas mãos. E talvez a ironia
tenha dilacerado a melhor doação.
Há que amar e calar.
Para fora do tempo arrasto meus despojo
se estou vivo na luz que baixa e me confunde.




15 comentários:

Maria Inácia Bellico disse...

As fotos são lindas, que belo contraste. Eu sou apaixonada por flores, flores nunca é demais.

Bjim*

Nanda Assis disse...

o amor é asim mesmo n tem hora p chegar.

bjosss...

Chica disse...

Carlos Drumond é sempre muitop bom e essas flores, nem dá pra falar...LIIIIIIIIIIIINDAS!!! um beijo,chica

Pedro Ferreira disse...

Um belíssimo conjunto de imagens, acompanhado de um excelente poema, fazem deste post uma magnífica entrada na Primavera... muitos parabéns...

Paula disse...

Adoro macros...ainda mais enfeitados pelas palavras de Drummond.
Tem sessão nova lá no "Canetas Coloridas".
Bom fim-de-semana!
Bjos,
Paulinha

Anônimo disse...

Oi queridinha
Adorei as fotos e Drummond combina muito bem com as fotos.
Claro que vc pode publicar o projeto de lei do Critóvão Buarque.
Acho que todos devem saber de iniciativas como essa em prol da educação.
Cadê a Mag@. Ela não tem escrito uma linha para esta probre Discipul@....magoei....
Beijocas
Elizabeth

Angela Guedes disse...

Sou apaixonada por flores!!!
Até coloquei no meu blog, lá no finzinho um slide com o título, "Meu Jardim."
Fiquei tentada, posso incluir as suas no meu jardim?
Beijos.
Angela

Sandra Rocha disse...

Resultou muito bem, lindas macros.
Um cheirinho à primavera :)
Beijokas.

Ana disse...

Flores maravilhosas nestas belas imagens!
Parabéns!

Beijinhos grandes,
Ana Paula

Sônia Brandão disse...

Belas flores e Drummond... muito bom!

Emidio Silva disse...

uma boa sequencia de fotos parabens pelo seu trabalho.



abraço

Anônimo disse...

...Bem que a Irani falou: "lindas fotos" ... Seu blog é um show...Parabéns...bjim

Anônimo disse...

...A Irani (não por ser mãe coruja) mas tem razão... lindas ftos!Seu blog ta um show...Parabéns...bjim
Suelma (filha da Socorro)

Jrosa disse...

Maravilhosas macros e agradeço a beleza transmitida. Está demais - Parabéns!

Daniel Savio disse...

Belas flores, mas é do seu jardim?

Fique com Deus, menina Ivany.
Um abraço.