quarta-feira, 15 de abril de 2009

" O Prazer " - Blogagem Coletiva: Tertúlia Virtual


SÓ PRO MEU PRAZER
Heróis da Resistência (Leoni/Fabiana Kherlakian)
Não fala nada deixa tudo assim
Por mim eu não me importo
Se nós não somos bem assim
É tudo real nas minhas mentiras
E assim não faz mal
E assim não me faz mal não
Noite e dia se completam no nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino, eu te concerto eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você minha maior ficção de amor
Eu te recriei, só pro meu prazer
Só pro meu prazer
Não venha agora com essas insinuações
Dos seus defeitos ou de algum medo normal
Será que você, não é nada que eu penso
Também se não for não faz mal
Não me faz mal não
Noite e dia se completam o nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino, eu te concerto eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você minha maior ficção de amor
Eu te recriei, só pro meu prazer
Só pro meu prazer
Noite e dia se completam o nosso amor e ódio eterno
Eu te imagino, eu te concerto eu faço a cena que eu quiser
Eu tiro a roupa pra você minha maior ficção de amor
Eu te recriei, só pro meu prazer

QUERO TOCAR NA FONTE DO SEU PRAZER
Antonio Brás Constante
O prazer dá sabor ao mundo. Pena que as pessoas busquem essa sensação como se fosse algo mágico, dispendioso, obscuro ou dificílimo de encontrar. Geralmente atribuímos o prazer ao próprio corpo. Ao toque dos amantes, aos beijos de cinema, ao sexo. Há quem busque o prazer nas extravagâncias. Tomemos, por exemplo, os sádicos, que sentem prazer justamente fazendo o contrário com seus parceiros, ou os masoquistas que buscam prazer nas formas menos prazerosas possíveis. O intitulado mundo carnal ainda conta com as chamadas “profissionais do sexo”, que prometem dar prazer (literalmente falando) aos seus clientes em troca de dinheiro.
Todo este erotismo que se vende aos quatro ventos como sendo a sétima maravilha do mundo é fruto da própria carência humana em se harmonizar consigo mesmo, em buscar a felicidade nas coisas mais singelas, como o deleite da leitura, ou o gozo de uma boa noite de sono, um abraço afetuoso de nossos entes queridos, uma ligação de alguém que amamos, dar ou receber um sorriso encorajador na hora certa. Temos cinco sentidos, cada um podendo nos prover de sensações reconfortantes, intensas ou mesmo relaxantes.
Se buscássemos o prazer na própria simplicidade que a vida tem, provavelmente aproveitaríamos muito mais cada minuto de nossos dias. Uma brisa suave no rosto pela manhã, ou uma música ao longe, daquelas que há muito tempo não ouvíamos podem ser fontes de incrível prazer. Basta que saibamos aproveitá-las. Mas, para que isso seja possível, devemos esquecer por alguns minutos o relógio e nos permitir curtir o presente (como se aquilo fosse um belo presente), desacelerando nosso ritmo enlouquecido para nos regozijarmos de cada breve instante, tornando-o algo único e inesquecível. Pois, o tempo que passa não volta jamais.
Quantas vezes nós paramos a beira de uma estrada e tiramos nossos sapatos para sentir a grama verde sob nossos pés? (se fizer isto, verifique primeiro se não existem rosetas, formigas ou aquelas esculturas feitas por cachorros, evitando pisar em cima dessas coisas desagradáveis que estragariam o momento).
Existem aqueles que talvez achem perigoso fazer o que mencionei, já que podem aparecer bandidos, ou enfermeiros de algum sanatório entendendo tal atitude como um atestado de loucura. Outros podem não ver qualquer vantagem em se pisar, olhar ou mesmo deitar sobre um gramado. Outros ainda devem pensar que andei fumando algum tipo de erva que não se vende em farmácias. Caso você se enquadre em algum dos tipos citados neste parágrafo, tente perceber se a leitura deste texto está sendo prazerosa para você. Do contrário pare imediatamente de ler e gaste seu tempo em algo que lhe faça um pouco mais feliz, pois é disto que estou falando.
Enfim, o principal é saber em qual parte do corpo o prazer se encontra, mas já vou logo informando que esta fonte de delícias está localizada e inteiramente disponível dentro de nossas mentes, basta apenas querermos usá-la.
Este texto achei excelente e resolvi postá-lo,
porque ele expõe muito bem o
sentido do " Prazer " em todas as suas formas.
Tenho certeza que ele nos remete
a profunda procura deste sentimento
muitas vezes complexo e deliciosamente pertubante.
Post destinado a Blogagem Coletiva dos amigos
Jorge Pinheiro (Expresso da Linha) e Eduardo P.L. ( Varal de Idéias).

49 comentários:

exoticlic.com disse...

textão bonito mesmo as vezs o prazer em diversas formas esta na nossa frente mas não conseguimos enxerga-lo

INDICOESSE disse...

Vou ler qdo voltar minha net,
estou dando satisfaçaão, tu me deixaste uma msg,
vc acredita que a Telefonica me deixou na mão com o Speedy!

Estou conversando da casa de um amigo!
Qdo voltar a net, vou postar coisas bem interessantes!

Ótima Quarta!

Spark disse...

Excelente...

Bjs ;)

Nanda disse...

Oi obrigada pelas informações, vou segui-las, mas queria saber como vc fez para postar links no texto para que as pessoas pudessem num clic ir para os blogs mencionados.

O seu texto sobre prazer tem muito a ver com o meu, principalmente quando fala de buscar prazer nas coisas simples.

Bjão.

Lengo D'Noronha disse...

Gostei do texto do Antonio.
Aliás ele tem uma boa definição para as coisas que escreve:

1) caso goste deles poderá divulga-los para seus amigos. 2) Caso não goste dos textos divulgue-os então para seus inimigos.

Abraço e bons cliques.

Butterfly disse...

Adorei ! ;)

Bjinhos

Chica disse...

Verdade,esse texto aborda bem direitinho as formas de prazer.Um beijo,chica

Juliêta Barbosa disse...

Além de ter gostado da sua postagem, quero deixar registrado aqui, que é um prazer muito grande poder visitar o 'Compondo com o Olhar'de vez em quando. Tenho o seu blog nos meus favoritos. Adoro a poesia do seu olhar.Parabéns!

Mylla Galvão disse...

Texto longo, mas acolhedor, daqueles que mesmo sendo enorme você não consegue parar de ler, até que chegue ao ponto final!!!
Amei!!! Simples assim!!!
Obrigado pela visita... gostei daqui... Belo blog!
bjokas

luzdeluma disse...

O prazer sexual é apenas uma das formas de se sentir prazer, talvez o mais curto e preguiçoso. Beijus

disse...

Oi! Lindo texto! Sabe que passeando pelos blogs tenho percebido essa busca pela "simplicidade do prazer"? Estamos carentes das pequenas e boas coisas da vida. Precisamos rever que rumo tomamos, não é? A letra da música também foi muito bem lembrada e linkada com o tema. Bjins e até mais!

Iêda disse...

Gostei do seu texto!!! :) Bela participação!
Vou virar sua seguidora...
beijão

Gaspar de Jesus disse...

Olá Amiga
Parabéns pela feliz escolha do texto para este tema:
Obrigado pela gentil visita.
Bjs
G.j.

angel disse...

Concordo. O texto postado fala dos prazeres corriqueiros e que muitas vezes passa desapercebido. mas são doces se os elevarmos à sua categoria e lhes damos a devida atenção.
Abraço
Angel

Jo. disse...

Oi!!!
Sabe, concordo plenamente com seu texto. No meu blog falo sobre o prazer da leitura.
É incrível, mas a maioria esmagadora das pessoas só relacionam o prazer ao sexo, mas existem tantas outras formas de prazer,de se dar e se ter prazer!
Obrigada pela visita e pelo coments...
Bjim.

Fatima Cristina (www.fccdp.com) disse...

Oi! Prazer em voltar po aqui...

Como a Nanda falou, a sua postagem, assim como a minha e a da Nanda, também dá muito valor aos prazeres das pequenas e nobres coisas. Parabéns!

E volte sempre ao Boa Baltazar.
Abraços,
Fatima

Elaine disse...

Olá!
O texto é bom, mas a música que você postou é maravilhosa!
Tão anos 80, né? Época da minha adolescência e portanto de tantos prazeres...Tantos...
Ai, que saudade!
Beijos.

Tempestade disse...

Retribuindo sua visita e digo que gostei da escolha da música e do texto!
Ambos falam da realidade do prazer, e concordo!
Beijos Tempestuosos!

€ster disse...

Oi amiga!

Aprecio muito suas visitas ao meu blog! Seus comentários são sempre tão alegres, como imagino que vc mesma deva ser, me contagia!

Sim vc tem razão, o texto é mesmo excelente e há uma identificação,


beijos,s

vida cotidiana disse...

Excelente escolha... muito bom gosto. Legal sua visita no Vida Cotidiana. Obrigada....

Andrea Vaz disse...

Foi com enorme prazer que li este belo Texto!!!
Realmente podemos encontrar o prazer em várias coisas. Mas ele sempre começa dentro da nossa mente. E aí é onde mora o perigo...rs Será?!!

Viva a vida! Viva o prazer!!!

marie disse...

Belíssimo o texto que postou.
Na vida temos que saber aproveitar todos os pequenos momentos de prazer!
Bjs
Marie

ellen disse...

Belos textos...ambos retratam bem o sentido de PRAZER!

Beijinho para si

Marga Fuentes disse...

Si tú quieres, puedes pasar por mi blog, quizá te guste oír "Lejos de Lisboa" cantada por mi y ver las fotografías que Gaspar de Jesús, fotógrafo portugués, me ha cedido para esta entrada.
Un saludo,

Nana Odara disse...

Realmente a leitura do texto foi prazerosa pq eu li até o fim...
Retribuindo a visita com prazer...
Beijinhos de baunilha...

Ana disse...

Só posso dizer EXCELENTE!!!

Tudo o que está escrito nesta bela mensagem, eu assino por baixo.

Louco é aquele que não enxerga a beleza que o cerca, e retira prazer para ser feliz.

Eu sou feliz, apesar das adversidades da vida, porque adoro VIVER.

Beijinhos grandes,

Ana Paula

Luis Bento disse...

O prazer está nas pequenas coisas que não vemos no dia a dia...

FaBiaNa GuaRaNHo disse...

Nossa, He´rois da Resistência, além do prazer de ler me bateu uma saudade dos meus tempos...
Isso é coisa da idade.
Obrigada pela visita e amei aqui.
Bjinhos

Bárbara Garcia disse...

"Se buscássemos o prazer na própria simplicidade que a vida tem, provavelmente aproveitaríamos muito mais cada minuto de nossos dias." Resumiu o meu post em 5 linhas, simplesmente amei este texto que você escolheu.

Obrigada pelo comentário e pelos elogios :)
Beijos.

Transitória disse...

A música dos heróis é um classico né?
obrigada pela visita.
bj,

Silvares disse...

o Prazer pode ser tão simples...

Nanda disse...

Oi linda!

Obrigada pela dica, mas devo confessar, sou analfabeta em computador, então vc tem que ser generosa: me explique passo a passo, por favor! Vc usa as teclas ctrl como?

Bjs.

Nanda disse...

Não cosegui esperar e publique mesmo sem saber como fazer direito. Depois me explica?

Tem um selinho lá para vc. Bjão

Ery Roberto Correa disse...

Olá ........ !

Agradeço-lhe pela visita e comentário deixado em meu blog.

O texto do Antonio Brás é realmente muito bom e aborda a questão sob aspecto ao qual não se vê muita gente escrever. Excelente.

Um dos meus prazeres maiores é chamar as pessoas pelo nome. Sempre tive a impressão que cada um pronuncia o nosso nome como se fossem arranjos diferentes de uma mesma canção. Acho isto fantástico. Infelizmente procurei o seu em todas as informações possíveis aqui, no perfil, e não encontrei. Fica um pouco da frustração que você se encarregará de corrigir. Se quiser, lógico, oferecer aos novos amigos este prazer.

Abraço.

chicoelho disse...

Beleza de texto,um grande prazer le-lo.parabens

Abç

Quase Blog da Li disse...

Muito prazer em conhece la
e obrigada pela visita.
Concordo; "o prazer é deliciosamente pertubante"

adelaide amorim disse...

Ótimos textos, um belo post sobre o prazer - um tema complexo, não é mesmo?
Beijo pra você.

António Oliveira disse...

Não posso estar mais de acordo.
O prazer dá, de facto, sabor ao mundo.
É o sal da vida.
Por isso, deve ser usado sem restrições.
Afinal, até faz bem à saúde, além de outras coisas.
Gostei.

marialynce disse...

Um texto muito interessante. O nosso cérebro é mesmo a nossa maior fonte de prazer e por isso podemos senti-lo de tantas maneiras diferentes e por coisas tão simples e até surpreendentes, como por exemplo a arquitectura...
Obrigado pela visita! Beijos

Mena G disse...

Gostei muito deste seu post!

Gabriela disse...

Obrigada pela visita e pelas palavras que deixou!
Muito bons os textos q "postou". Foi um PRAZER lê-los.
Beijo para si.

sorte disse...

me agradei muito!!!
muito prazer!!
bj

Susana disse...

Olá!
Obrigada por ter passado no meu blog e deixar um comentário simpático. Vim conhecer o teu blog e achei-o muito interessante.

Parabéns!

Abraço, Susana

Eduardo P.L disse...

Muito boa sua postagem nesta Tertúlia!
Obrigado por ter participado!
A próxima, 15 de maio, contamos com você!

Herika disse...

Amo essa música! E é um prazer ler um texto tão bem escrito.
Obrigada pela visita ;)
Beijos!!!

Eduardo Santos disse...

Olá amiga. Obrigado pela visita. Seus textos complementam na perfeição a ideia de prazer, afinal feito de pequenas coisas. Tudo de bom para si.

Mauro Oliveira disse...

Prazer expresso prazer sentindo!
ótimo post.
Também participo do tertúlia Virtual!
Abraçoss!

nilda disse...

Só agora cheguei aqui para ler seu texto e achei ótimo.
Estou atrasadinha no acompanhamento do tertulia porque são muitos inscritos e quero visitar todos eles.
voltarei no seu blog com mais tempo.
Beijoca.
Nilda.

Antonio Brás Constante disse...

Olá jovem,
Primeiramente gostaria de agradecer a divulgação desta minha pérola textual em seu blog. Caso queira ler outros textos de minha autoria basta acessar o site: recantodasletras.uol.com.br/autores/abrasc

Grande abraço.

ABC